Cicatrização natural

  • Natural healing - blood clot stabilization with collacone®
    Tooth planned for extraction
  • Natural healing - blood clot stabilization with collacone®
    Fresh extraction socket
  • Natural healing - blood clot stabilization with collacone®
    Blood clot formed in the extraction socket
  • Natural healing - blood clot stabilization with collacone®
    collacone® stabilizing the blood clot
  • Natural healing - blood clot stabilization with collacone®
    Epithelial closure and ongoing regeneration of the socket
  • Natural healing - blood clot stabilization with collacone®
    Bony regeneration not completed at the time point of implantation
De acordo com o procedimento de implantação precoce, o implante é instalado após a extração do dente, antes que ocorra a regeneração óssea dentro do alvéolo cirúrgico. Normalmente, a implantação precoce é efetuada cerca de 4–8 semanas após a extração do dente; neste ponto, a cicatrização do tecido mole está completa, e as potenciais inflamações já desapareceram. O fechamento do tecido mole do alvéolo cirúrgico facilita os procedimentos de aumento posteriores, caso sejam necessários. A cicatrização natural do alvéolo pode ser promovida com a aplicação de uma esponja de colágeno, como o collacone®—uma esponja de colágeno suíno natural hemostática. A aplicação de collacone® no alvéolo promove a estabilização do coágulo sanguíneo formado, enquanto o formato cônico justo protege a área da ferida contra a entrada de alimentos e bactérias.

Aplicação de collacone®

Após o contato com a superfície úmida da ferida, o collacone® adere à ferida e forma uma ligação geleificada com o sangue. A fixação por suturas em cruz ou de suporte pode aumentar a estabilidade do cone, quando aplicado em alvéolos pós-extração.

Reidratação do collacone®

A aplicação de collacone® seco é recomendada, uma vez que a imersão ou o umedecimento do cone antes da implantação pode prejudicar suas propriedades hemostáticas. No local do defeito, o cone seco pode ficar rapidamente imerso em sangue; durante a aplicação, collacone® preserva sua integridade também na presença de sangue.

Contra-indicações para collacone®

Como acontece na maioria dos agentes hemostáticos, o colágeno não é feito para aplicação em feridas infeccionadas ou contaminadas; nesses casos, ele na verdade pode agir como um ninho para formação de abscessos e crescimento de bactérias.

Após a extração dentária, o alvéolo cirúrgico se enche de sangue. A lesão aciona uma cascata de coagulação, que leva à formação de um coágulo de fibrina. Este coágulo sanguíneo é o ponto inicial da cicatrização e da regeneração do alvéolo. Fatores sinalizadores no sangue promovem a formação de vasos sanguíneos (angiogênese), além disso, eles atraem as células progenitoras e imunes circulantes, bem como as células do tecido conjuntivo, que em seguida migram para dentro do coágulo e formam o tecido de granulação. Em poucas semanas, o tecido de granulação é reorganizado, tendo início a regeneração óssea do alvéolo cirúrgico. Como se pode ver, a formação de um coágulo estável é de grande importância para a regeneração do alvéolo cirúrgico; isto pode ser obtido com a vedação do alvéolo.

A estabilização pode ser obtida pela vedação do alvéolo cirúrgico com um enxerto de tecido mole (técnica de vedação do alvéolo) ou por meio de sua proteção, aplicando-se uma esponja de colágeno (collacone®). A estrutura esponjosa do collacone® estabiliza o coágulo e oferece uma estrutura ideal para a adesão dos trombócitos, fibroblastos e osteoblastos. Vasos sanguíneos finos se formam e atravessam o cone; como consequência, o tecido preliminar formado nos alvéolos recebe oxigênio, nutrientes e as moléculas sinalizadoras essenciais, que promovem sua regeneração óssea.

Embora o volume ósseo seja normalmente adequado após 4–8 semanas (uma vez que a reabsorção do osso alveolar ainda não se iniciou), qualquer defeito ósseo existente nos alvéolos pode ser tratado no momento da implantação, pelo aumento com um material de enxerto e pela cobertura com uma membrana protetora.

Please Contact us for Literature.