Preservação do alvéolo cirúrgico - implantação diferida

  • Delayed implantation
    Tooth planned for extraction
  • Delayed implantation
    Fresh extraction socket
  • Delayed implantation
    Filling with maxgraft® and covering with collagen fleece
  • Delayed implantation
    Healing of the socket after ~3 months
  • Delayed implantation
    Implant placed in the healed socket
O alvéolo cirúrgico é delineado por osso esponjoso, dentro dos quais as fibras periodontais se infiltram. Esse osso recebe nutrientes por meio do periodonto e, assim, é reabsorvido após a extração do dente; no caso de um osso vestibular fino, toda a parede vestibular pode ser reabsorvida. O enchimento do alvéolo cirúrgico com um material de enxerto ósseo pode não prevenir a reabsorção do osso esponjoso, mas certamente ajuda a preservar o volume alveolar, proporcionando uma instalação tardia estável do implante e melhorando o resultado estético da prótese definitiva. Se a implantação estiver marcada para 16 semanas após a extração (implantação tardia), será possível utilizar um material de enxerto, como os grânulos alogênicos maxgraft® , para promover a rápida regeneração óssea do alvéolo.

Aplicação das partículas

Durante a aplicação, evite comprimir excessivamente as partículas; as partículas menos comprimidas deixam mais espaço para o crescimento dos vasos sanguíneos e a formação da nova matriz óssea.

Reidratação dos grânulos

A reidratação dos grânulos maxgraft® (assim como cerabone® ou maxresorb®) em sangue da área do defeito ou em solução salina não é necessária mas, uma vez que as partículas úmidas tendem a aderirem-se entre si, a reidratação simplifica o manuseio e a aplicação.

Recobrimento do alvéolo

Se as paredes ósseas estiverem intactas, a aplicação de uma membrana protetora não é necessária; porém, o recobrimento do alvéolo cirúrgico é recomendado quando se trabalha com materiais de enxerto. O Jason® fleece ajuda a prevenir a migração das partículas e protege o alvéolo cirúrgico.

Socket with intact walls

Os materiais de enxerto atuam como um arcabouço osteocondutor para a formação de novo osso dentro do alvéolo cirúrgico. Um material de enxerto ideal é reabsorvido à mesma velocidade que a formação do osso hospedeiro; isto garante a estabilidade do volume e previne o crescimento do tecido mole sem atrasar o processo de cicatrização. Graças à presença de colágeno preservado, os grânulos alogênicos maxgraft® são caracterizados por um potencial altamente regenerativo, e são totalmente remodelados no osso do próprio paciente em um período aproximado de apenas 3–4 meses. Assim, os grânulos alogênicos são a melhor opção para a implantação tardia. Também é possível utilizar grânulos de osso bovino (cerabone®) ou partículas sintéticas (maxresorb®, collacone® max), mas estes materiais geralmente não proporcionam a regeneração óssea completa no período de 16 semanas após a extração.

O termo "preservação do alvéolo cirúrgico" normalmente se refere ao enchimento do alvéolo com paredes ósseas intactas. Neste caso, a aplicação de uma membrana não é necessária, mas é frequentemente efetuada para evitar a migração de partículas de enxerto ósseo para dentro da cavidade oral. Para recobrir o alvéolo cirúrgico, o Jason® fleece representa uma alternativa mais econômica às membranas protetoras. O fleece de colágeno protege o alvéolo e o material de enxerto, promove a cicatrização da ferida, e pode ser deixado exposto para uma cicatrização aberta. Outra solução válida é fechar o alvéolo com mucoderm®. Esta matriz de colágeno nativo tridimensional ajuda a preservar os contornos do tecido mole e, especificamente para restaurações na região dos dentes da frente, garante excelentes resultados estéticos.

 

Please Contact us for Literature.