Aumento de defeitos do tecido mole

  • Traumatic soft tissue defect
  • Regenerated soft tissue with mucoderm®
Os defeitos orais e dentários do tecido mole podem ser causados por traumas ou ablações cirúrgicas que predominantemente causam a perda da estrutura anatômica original do tecido mole. Além disso, as alterações do tecido mole prejudicam o aspecto estético e, consequentemente, reduzem a satisfação do paciente. Dependendo do tamanho do defeito, as deformações teciduais hoje em dia podem ser esteticamente corrigidas por uma combinação de aumento ósseo e do tecido mole, ou pela reconstrução do tecido mole e por técnicas microcirúrgicas, utilizadas exclusivamente [1,2,3]. Um substituto do tecido mole, como a matriz mucoderm®, é uma alternativa ideal para tratar os defeitos do tecido mole, seja em combinação com materiais de enxerto ósseo ou em situações particulares, incluindo na cicatrização aberta.

Reidratação

mucoderm® deve ser reidratado em solução salina estéril ou em sangue por alguns minutos, para garantir sua flexibilidade.

Fixação

A imobilização da matriz no leito da ferida pode ser obtida utilizando-se todas as técnicas de sutura conhecidas.

Exposição

De forma geral, deve-se evitar a exposição da matriz. No caso de uma cirurgia ressectiva onde não existe tecido para o recobrimento, mucoderm® pode ser deixado exposto para fins de cicatrização. É necessário que haja uma fixação total e direta com o tecido circundante, para permitir sua revitalização. A reabsorção bacteriana ocorrerá na região oral, mas os vasos sanguíneos e as células se formarão dentro da matriz ao mesmo tempo, utilizando o arcabouço para a formação de um novo tecido mole.

Cuidados pós-operatórios

Deve-se evitar qualquer trauma mecânico no local tratado. Os pacientes devem ser instruídos a não escovarem os dentes no lado tratado, aproximadamente até 4 semanas após a cirurgia. A prevenção da placa pode ser feita com a utilização de um antisséptico bucal com solução de clorexidina a 0,2%.

mucoderm® for reconstructing of soft tissue defects
mucoderm® zur Rekonstruktion von Weichgewebedefekten - Dr. F. Rathe

Após a reidratação de mucoderm® em solução salina estéril ou sangue, a matriz pode ser aplicada dentro/sobre o defeito e fixada com todas as técnicas conhecidas de sutura. O correto fechamento do retalho garante a revitalização da matriz e a regeneração do tecido mole. Se mucoderm® for utilizado no lugar do FGG para se obter uma cicatrização aberta, lembre que a reabsorção bacteriana provavelmente reduzirá o tempo de degradação da matriz, e a revascularização deve ser proporcionada pelo contato direto com o tecido circundante.

[1] Borgonovo et al. Open Dent J. 6: 94-8
[2] Fernandes and Yetzer. Oral Maxillofac Surg Clin North Am; 25(2):241-9
[3] Yilmaz et al. J Craniofac Surg. 19(1): 227-34